coracao-partido-uma-mensagem-para-alguem-que-esta-se-sentindo-sem-chao-800x800

E ela não conseguia se entender com o amor, ele apenas fugia de seu encontro a ela. Ninguém parecia suficiente ou bom o bastante, mas a tristeza por não encontrar um grande amor a acompanhava dia e noite…

 

MATERNIDADE PRECOCE…Parte1

euAntes de sair da adolescência eu engravidei, exatamente aos 14 anos, do meu primeiro namorado, primeira transa, primeiro amor. Achava que não ter mais ninguém, que ele era o príncipe que eu havia encontrado. Então me entreguei. Começamos a namorar e já no namoro eu já passava por situações de traições as quais eu aprendi a lidar muito cedo…

Mas nessa idade MEDO é o que não temos, eu enfrentava tudo e achava que a minha verdade era a única verdadeira. Tudo isso antes da gravidez inesperada (sim, inesperada por que achamos que vai acontecer com qualquer uma menos com a gente). Eu vivi momentos conturbados, mas eu amava era o que valia. Logo após 1 ano do início do nosso namoro engravidei aos 14 e tive o meu filho com 15 anos, não cuidava nem de mim e tive que aprender a cuidar de um bebê que dependia tudo de mim.

Tive sim apoio da minha mãe principalmente, mas as coisas começavam a pesar…via as colegas se arrumando para a balada, namorar, e eu ali…desejando que tudo voltasse  como era antes, mas não tinha mais como voltar. Me via presa e sem vida, onde tudo havia sido tirado de mim precocemente, mas sabia que a escolha era minha.

Então parei de estudar, de festas, agora tinha uma criança que precisava de mim, e fui dia após dia lidando com aquela situação. Foi difícil! os choros, as noites mal dormidas, não conseguia mais ficar cheirosa, olhos cheio de olheiras, pensava…” no que minha vida tinha virado”. E fui levando conforme dava…(continuo…).

Garotas que psicografam

meninaBoa tarde cara amigas e amigos, hoje eu estava lendo um texto o qual falava das garotas chatas, impulsivas, brigonas e blá…blá..blá… e sabe o que eu descobri? ???????????? 

Que sou uma delas! hahahaha. Mas sabe, somos pessoas inesquecíveis, pessoas marcantes, onde passamos deixamos nosso rastro, nossas marcas registradas. Somos para pessoas fortes, que não desistam da felicidade logo na primeira adversidade.

Lutamos pelo nosso amor até as últimas consequências, quando amamos, amamos demais. Mas quando resolvemos acabar com tudo, não sobra pedra sobre pedra. Hoje aos 37 anos depois de muitas experiências vividas (as quais contarei para vocês aqui) aprendi muita coisa, mas ainda não consegui mudar esse jeito de querer amar intensamente, ou de desacreditar no amor, ou me jogar de cabeça sem pensar no tombo o qual eu poderei levar.

Se isso é bom???? provavelmente não! mas na vida eu não consigo medir muita coisa quando se refere ao amor, sempre estou a procura dele, mas ele parece querer sempre fugir de mim.

Mas um dia agarro ele e não solto mais! hahaahhahaha, no momento estou reconhecendo uma pessoa a qual já namoramos um dia, mais por minha extrema imaturidade e pela fama de mulherengo dele não deu certo. Mas estou tentando apesar de que acho que talvez não dê certo. Mas não custa nada tentar, o problema é que nessa parte da minha vida, parece que não cresci muito. Continuo me apegando muito, acho que até mais que a outra parte, então geralmente não dá muito certo. Mas vou tentando…

Muitas coisas para contar a vocês!!!! mas vamos com calma, comecei hoje aqui e a ansiedade é meu nome. kkkk 

bjus meninas (o), vou postar minha história que daria um livro. kkkkk